Planeta Cativante

Relato de um Mochilão pela América Latina – La Paz

Quando decidimos fazer um mochilão pela América Latina, o primeiro passo foi pesquisar passagens aéreas, nossas opções foram: Cusco, La Paz, Lima e Santa Cruz de la Sierra. Encontramos o melhor preço e compramos as passagens na mesma hora, para Santa Cruz. Depois começamos a ler e pesquisar sobre os roteiros possíveis com esse ponto de partida, foi assim que encontramos informações sobre o trem da morte e decidimos voltar da Bolívia para o Brasil com ele. Sendo assim voltaríamos por Santa Cruz de la Sierra, então deixamos para explorar a cidade nos últimos dias do mochilão, compramos mais uma passagem de avião para o aeroporto internacional del Alto, em La Paz com uma empresa boliviana chamada Amaszonas, que só faz voos nacionais.

Com as passagens compradas, continuamos pesquisando lugares interessantes, era o momento de fazer escolhas sobre o que conhecer e principalmente sobre onde passar o reveillon, porque chegaríamos em La Paz no dia 29 de dezembro. Fizemos reservas para os dois primeiros dias no hostel Locki porque estávamos preocupados com a aclimatação.

Tínhamos 21 dias, mochilas prontas e vontade de conhecer: o Machuppichu, o Lago Titicaca, o deserto do Atacama e o Salar de Uyuni. Não necessariamente nessa ordem.

Nos despedimos da família em São Paulo, deixamos para trás o calor e chegamos em La Paz com chuva e frio, primeira coisa que fizemos foi sentar em um café no aeroporto para tomar um chá de coca, pedimos informações sobre o transporte coletivo local, colocamos a mochila nas costas e fomos para o centro da cidade, em uma lotação pequena.

10898329_10152531390996727_4553450194498531299_n

O hostel foi uma ótima surpresa, além de limpo e agradável ainda era uma baladinha cosmopolita, com drinks e pessoas de muitas nacionalidades. Ah! Isso sem falar na vista do centro da cidade.

img_7331

Nossa aclimatação foi tranquila, como chegamos já no final do dia em La Paz, só deixamos as mochilas e já saímos para explorar a cidade, fomos conhecer a Calle de las brujas e o comércio local.

Se a imagem vale mais que mil palavras, assistam nosso vídeo abaixo…

De volta ao hostel conversamos com outros brasileiros sobre passeios turísticos e descobrimos que a cidade tem muito a oferecer, ficamos em dúvida sobre comprar um passeio de aventura de bike ou subir até o cume de uma montanha e conhecer uma antiga estação de esqui.

Escolhemos conhecer o Chacaltaya e o Valle de la Luna, compramos o passeio ali mesmo no hostel, pagamos 80 bolivianos cada um e no dia seguinte uma van nos buscou ali mesmo, pela manhã. Fomos para o sétimo andar do hostel jantar e curtir um pouco no bar do Locki com uma vista interessante da cidade.

Tivemos muita sorte na escolha do nosso passeio, porque choveu em La Paz e se estivéssemos fazendo Down Hill de bike a chuva só iria aumentar os riscos e nos deixar com frio, já que decidimos visitar o cume de uma montanha andina, a chuva foi a nossa melhor surpresa. Pois a 5300 metros de altitude, a chuva se transformou em neve, isso mesmo caro leitor, vimos nevar no dia 30 de dezembro!

Fomos informados que ali é mais comum nevar no verão, mesmo que no inverno as temperaturas sejam mais baixas, é muito seco e raramente chove.

1459344_10152531388356727_3659605196578020203_nPara quem está querendo ver neve acredito que essa é a melhor opção, fica a uns 40 minutos do centro de La Paz, é um passeio barato e razoavelmente seguro, para os mais aventureiros há outras várias montanhas nevadas que são mais indicadas para alpinistas. Eu nunca tinha visto neve e fiquei fascinada com esse fenômeno da natureza, viajar é realmente expandir os horizontes e vivenciar experiências novas.

dscn4598

Logo na sequência descemos para o Valle da Luna, que fica a uns 10 km ao sul do centro de La Paz, o interessante é que a paisagem mudou consideravelmente e a neve deu lugar ao sol e a um clima árido. Esse lugar é um vale que apresenta uma série de formações rochosas bem peculiares, formando cânions parecidos com a superfície lunar.

Fizemos uma visita guiada para caminhar e tirar fotos, o lugar tem um circuito turístico pronto com passarelas e placas. O passeio vale a pena.10885531_10152531940846727_1072977954987708540_n-1Um pouco mais desse dia incrível em vídeo, assistam!

 

 

Gaby Lopes

Gaby Lopes

Sou poeta, escritora, revisora de texto, professora de português e devoradora de livros. comecei a escrever para olhar para dentro e me conhecer... Agora quero conhecer o mundo, contar histórias e viajar...

O serviço mais utilizado pelos nomades digitais e viajantes pelo mundo

Máquina de Café Expresso Portátil ideal para Hostels e Pousadas

Máquina de Café Expresso para Viajantes

Banco Gratuito e Digital para viajantes e Freelancers

DreamHost

Acompanhe o Planeta Cativante

Acompanhe o Planeta Cativante pelas redes sociais.