Planeta Cativante
Paris – Trocadero, Musée de la Marine, Musée d l’arme, Invalides, Parc Monceau, Champs-Elysées

Paris – Trocadero, Musée de la Marine, Musée d l’arme, Invalides, Parc Monceau, Champs-Elysées

Sexta feira amanheceu com sol. E aproveitamos para conhecer melhor o bairro onde a Luana mora, Levallois-Perret. Logo a duas quadras da casa dela encontramos uma feira. Muito bem organizada por sinal. Depois de umas 3 voltas pelos quarteirões resolvemos parar na padaria e tomar o nosso cafe da manha rotineiro.

Saindo de lá fomos para o Trocadero. Um mirante que tem a vista mais bonita da torre Eiffel.

Logo ali do lado tem o Museu da Marinha. Olhamos no nosso Museum Pass para ver se tínhamos direito a entrar e conseguimos. Com guia com áudio e tudo.

O museu me impressionou. Tem replicas dos grandes navios do ocidente. Inclusive do navio do Cristóvão Colombo, Santa Maria. Além das caravelas, seguindo o corredor você pode perceber a evolução dos navios franceses desde os primórdios ate hoje em dia.

Saindo do museu fomos direto para o museu das armas. Comemos nosso almoço no jardim do museu.

Eu recomendo esse museu pra todo mundo que gosta da história das guerras. Lá você vê a evolução das armaduras da idade media, passa pela histórias, roupas e armas da primeira guerra e depois da segunda. Tudo muito bem documentado e muito bem organizado.

Saindo da sala das guerra fomos até o túmulo de Napoleão. O lugar impressiona pela beleza. Sinto falta desse tipo de coisa no nosso Brasil.

Saindo do museu fomos para o Parque Monceau encontrar a Luana. Ela trabalha ali perto e enquanto esperávamos ela sair, andamos pelo parque e demos umas voltas pelo bairro.

No jantar nos fomos até a Champs-Élysées comer Marisco, um prato típico do norte da França.
O prato custa uns 22 euros mais ou menos e é servido com fritas.

Saindo de lá fomos na tão famosa doceira Ladurée, onde tem os macarrons. Eu nunca tinha comido e não achei grande coisa. Cada macarron custa €1,80 e é um suspiro com recheio de geléia. Nada que vale o preço caro.

Logo após andamos um pouco atras de algum barzinho, mas os que estava bons estavam cheios de mais. Resolvemos voltar para Levallois e beber alguma coisa perto de casa.

20130601-212649.jpg

20130601-212701.jpg

20130601-212712.jpg

20130601-212745.jpg

20130601-212755.jpg

20130601-212809.jpg

20130601-212819.jpg

20130601-212836.jpg

20130601-212911.jpg

20130601-212945.jpg

20130601-213001.jpg

20130601-213020.jpg

20130601-213040.jpg

20130601-213121.jpg

20130601-213129.jpg

20130601-213141.jpg

20130601-213204.jpg

20130601-213213.jpg

20130601-213235.jpg

20130601-213252.jpg

20130601-213304.jpg

20130601-213311.jpg

20130601-213326.jpg

20130601-213348.jpg

20130601-213400.jpg

20130601-213437.jpg

20130601-213450.jpg

20130601-213526.jpg

20130601-213615.jpg

20130601-213605.jpg

20130601-213626.jpg

20130601-213640.jpg

20130601-213651.jpg

20130601-213702.jpg

Kadu Szili

Kadu Szili

Publicitário, escritor, compositor e viajante. Ama design, cinema, fotografia e tecnologia. Sonha em dar a volta ao mundo de balão. Mas se não for de balão, pode ser de veleiro, de bicicleta ou a pé. O importante é estar em constante movimento. "Uma mente que viaja, jamais volta ao seu estado original".

Acompanhe o Planeta Cativante

Acompanhe o Planeta Cativante pelas redes sociais.