Planeta Cativante

Vai para Paris, mas a grana tá curta? E agora?

Não é nenhum segredo que Paris é considerada a cidades mais caras do mundo. Mas com um pouco de planejamento e know-how, você pode visitar essa cidade incrível sem estourar o orçamento. Conheça dicas para quem vai pra Paris, mas a grana tá curta na terra da torre Eiffel.

Dormindo barato

Se você puder, evite as férias escolares e fins de semana da primavera e verão. Viaje para Paris no meio de março e você vai ter a nata dos melhores hostels a sua escolha. Procure ficar no mais longe possível do centro que costumam ser mais baratos. Lembre-se de verificar se o hostel possui cozinha. Fazer compras e cozinhar no hostel sai muito mais barato do que comer fora.

Descontos e brindes

Quem curti um museus deve visitar-los no primeiro fim de semana do mês, quando a entrada é gratuita – incluindo Musée d’Orsay e o Louvre.

Faça o seus planos pensando em qualquer desconto que você possa ter. Um exemplo é, se você tem dupla cidadania (européia) e tem menos de 26 anos, tem acesso gratuito a museus e monumentos nacionais, incluindo o Louvre, Museu d’Orsay, Sainte Chapelle , Musée Picasso e Musée Rodin.

Para os turistas, o Museum Paris Pass é ótimo para economizar. Ele custa € 42 para 2 dias, € 56 para 4 dias e €69 para 6 dias e ele te dá acesso a mais de 60 atrações (entre eles, o Louvre, Museu d’Orsay, Notre Dame, Arco do Triunfo e Château de Versailles ). Você pode compra-lo no escritório de turismo de Paris ou online.

Para aqueles que não querem gastar com isso, existe uma série de coisas grátis para ver e se fazer em Paris, incluindo Notre Dame (não as torres), Musée Carnavelet, Jardin du Luxembourg, Cimitiere du Père Lachaise, muitos mercados de rua e belos parques.

Comendo barato

Comer no mercado de rua Marché des Enfants Rouges pode ser uma boa. Ele é um labirinto de barracas de comidas gloriosas do mundo todo. Evite entrar em restaurantes próximos dos principais pontos turísticos da cidade. Você pode comprar pão, queijo e charcuterie em lojas de ruas como rue Cler (pertinho da Torre Eiffel), rue Montorgueil (perto do Louvre) ou rue Mouffetard (no Quartier Latin) e fazer piquenique em mais de um milhão de lugares diferentes como um parque ou o um cais do Sena. Em Paris, é uma farofada fica glamurosa 😉

Se locomovendo barato

Explorar Paris a pé é, sem dúvida nenhuma, a melhor forma de economizar em transporte. Se preferir um guia, você pode procurar um Free Walking Tour para dar um passeio de graça a pé por lugares que só locais conhecem. Pode alugar uma bicicleta Paris Vélib. Se tiver que percorrer grandes distancias, pode economizar no metro ou no ônibus comprando 10 bilhetes de uma vez (14,10 €), muito mais barato do que comprar bilhetes individuais (€ 1,80). Se tiver que usar o metrô mais de três vezes, a melhor opção é comprar um cartão de viagem Mobilis (€ 7) que permite viagens ilimitadas no centro de Paris (zonas 1 e 2) por 1 dia.

Se chegar de avião, no aeroporto de Paris Charles de Gaulle, o ônibus 350 (a Gare de l’Est) ou ônibus 351 (a Place de la Nation) é a maneira mais barata ir para a cidade (€ 6), Se chegar no aeroporto de Orly, um bonde te leva até a estação de metro Villejuif-Aragon por € 1,80.

Kadu Szili

Kadu Szili

Publicitário, escritor, compositor e viajante. Ama design, cinema, fotografia e tecnologia. Sonha em dar a volta ao mundo de balão. Mas se não for de balão, pode ser de veleiro, de bicicleta ou a pé. O importante é estar em constante movimento. "Uma mente que viaja, jamais volta ao seu estado original".

DreamHost

Acompanhe o Planeta Cativante

Acompanhe o Planeta Cativante pelas redes sociais.